Campanha de vacinação contra febre aftosa começa na próxima semana

Vacinação contra Aftosa começa dia 1 e vai até o dia 31 de maio.

A primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa de 2012 terá início na próxima terça-feira (01) no Espírito Santo e segue até o dia 31 de maio. Os bovinos e bubalinos (búfalos) com até 24 meses de idade devem ser vacinados neste período.

Por ser uma enfermidade muito contagiosa e com graves prejuízos econômicos, a febre aftosa requer atenção do setor pecuário capixaba. O médico veterinário da Defagro Defensivos Agrícola, Vitor Aksascki Dutra, afirma que a vacinação é fundamental para garantir a sanidade do rebanho estadual. “Somente através da vacina, o pecuarista pode garantir saúde aos seus animais. Um foco da doença pode gerar prejuízos incalculáveis para toda nossa região”, destaca.

Dutra explica que a vacina é um vírus inativado que estimula a produção de anticorpos no organismo animal, com objetivo de controlar a contaminação da doença no rebanho e, assim, garantir a imunização contra a febre aftosa. A vacinação é obrigatória e, após realizar o procedimento, o produtor precisa comprovar o ato no escritório do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) do seu município. O Espírito Santo está há 16 anos sem ocorrência da doença.

Aplicação

O produtor deve realizar a vacinação na tábua do pescoço do animal. Deve ser feita de forma subcutânea (na pele), pois a absorção é mais gradativa e eficaz na resposta imunológica contra a doença. “A conservação da temperatura da vacina é importante. Deve ser entre 2ºC e 8ºC para manter a eficiência. É essencial que o pecuarista também compre em lojas legalizadas e com credibilidade no mercado, garantindo a boa procedência da vacina”, destaca o veterinário.

Para evitar o aparecimento de tumores indesejáveis, é necessário fazer a higienização das agulhas a cada 15 animais vacinados. “O ideal é trocar a agulha. Porém, a higiene também pode ser feita através da fervura da agulha por 10 minutos”, afirma Dutra. Outro fator que gera resultados no campo é a adoção da vacina limpa, que dá menores índices de reação alérgica (os tumores). O veículo de ação destas vacinas possui menos impurezas, causando menos reações. As vacinas da Intervet e Merial são as únicas limpas no mercado.

Doença

O animal acometido da doença pode apresentar alguns sintomas, como perda de peso; febre; menor eficiência reprodutiva e aparecimento de aftas na boca, focinhos e tetas dos animais, além de lesões entre os cascos. A febre aftosa é uma doença que não possui tratamento, sendo a vacina o único método de evitar o surgimento da doença nos animais.

ASCOM/Brapex