10,8% das famílias capixabas não conseguirão pagar dívidas

O percentual das famílias que estão endividadas aumentou no mês de agosto, chegando a 59,9% frente a 57% no mês anterior. Além disso, 10,8% das famílias não terão condições de pagar suas dívidas, ou seja, uma parcela dos capixabas continuará endividada. Na comparação com julho este índice teve uma leve melhora, no mês passado 12,9% afirmaram que não iriam conseguir quitar suas dividas.

De acordo com a pesquisa divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio/ES), o cartão de crédito é o maior responsável pelas dívidas entre os capixabas. Na pesquisa, 68% das famílias afirmam possuir dívidas no cartão. Em seguida, estão: crédito pessoal (17,2%), carnês (15,4%) e financiamento de carro (14,8%).

Na comparação anual com agosto de 2011, o endividamento das famílias foi menor em 2012. No ano anterior 60,6% das famílias estavam endividadas. Este ano o percentual caiu 0,7%.

Na avaliação do presidente da Fecomércio/ES, José Lino Sepulcri, o incentivo ao crédito promovido pelo governo, como a redução de IPI tem impulsionado o crescimento dos endividados. “Oferta de crédito e consumo em alta geram acréscimo do número de pessoas endividadas. É necessário planejamento antes de ir às compras. No entanto, houve uma melhora na percepção em relação à capacidade de pagamento, com uma menor proporção de famílias afirmando não ter condições de pagar suas contas em atraso.”

A parcela de comprometimento da renda das famílias com dívidas chegou a 31,1%. O percentual preocupa, uma vez que o ideal é esse percentual não ultrapassar 30% da renda familiar.

Fonte: