Mais atividades para 36 escolas do ensino médio

Alunos de 36 escolas estaduais de ensino médio terão mais atividades e conteúdos  a partir do mês que vem. As unidades aderiram  ao Programa Ensino Médio Inovador, criado pelo governo federal em 2009 com o objetivo ampliar a carga horária nas escolas e oferecer aos estudantes temas que vão  além dos das disciplinas tradicionais. Para a execução dos projetos, o governo federal já disponibilizou R$ 1,95 milhão ao Estado, e cada escola será responsável pelo uso dos seus recursos. Até cineclube faz parte dos planos de uma das unidades.

As escolas que aderiram ao programa estão localizadas em 28 municípios. Todas deverão desenvolver atividades obrigatórias, como oferecer oficinas de recuperação trimestral, realizar simulados, concursos de leitura e jornadas científicas.

Devem, ainda, optar por pelo menos um dos seis eixos do programa: cultura corporal, cultura e artes, cultura digital, participação estudantil, leitura e letramento e comunicação e uso de mídias.

O secretário estadual de Educação, Klinger Barbosa Alves, explica que as atividades serão realizadas sempre no contraturno. “Algumas dessas ações já são feitas, mas o programa sistematiza as atividades e faz um acompanhamento. A Sedu vai disponibilizar um professor para cada escola, e ele deverá coordenar todos os projetos”, explica.

Primeira etapa

Ainda segundo o secretário, essa é a primeira etapa de adesão das unidades de ensino. No próximo ano, outras poderão ser feitas. Já no próximo mês, os alunos da Escola Irmã Maria Horta, em Vitória, vão poder participar, por exemplo, de um clube da Matemática, de oficinas de Astronomia e da revitalização da horta escolar.

Já a Escola Agenor de Souza Lê, de Vila Velha, optou por criar um cineclube. “Cada escola define que atividades vai desenvolver com os alunos. Os objetivos principais são aumentar a aprendizagem e reduzir a evasão escolar, principalmente no 1º ano do ensino médio”, diz Alves.

Ensino Médio Inovador

Adesão
36 escolas de 28 municípios do Espírito Santo já aderiram ao programa. As atividades vão começar no próximo mês

Objetivos
Ampliar a carga horária das escolas e oferecer conteúdos diferentes dos tradicionais

Exemplos
Alguns dos projetos que podem ser desenvolvidos são: concurso de leitura, sarau literário, cineclube, oficinas de robótica, festival de música, radioescola, revitalização de grêmio estudantil, montagem de jornal e produção audiovisual.

Fonte: Gazeta Online