Artesãos Pinheirenses recebem ação de cadastramento e recadastramento

Pinheiros– A Prefeitura Municipal de Pinheiros por meio da secretaria municipal de cultura em parceria com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (ADERES) realizou nos dias 28 e 29 de Novembro último na sede do Copbem mais uma ação de cadastramento e recadastramento de artesãos do município.

O projeto faz parte do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) uma iniciativa do governo federal em parceria com governo do estado e prefeituras que tem por objetivo o cadastramento de novos profissionais autônomos e para a renovação de dados daqueles que já são ligados ao programa.

A assessora técnica da ADERES Ivany Guimarães da Silva responsável pelos trabalhos ressaltou a importância do cadastramento e a obtenção da carteira de artesão, “é necessário que todo profissional no ramo de artesanato tenha esse documento para que possa ter facilidade no transporte do seu produto em todo território nacional, caso seja parado em uma fiscalização poderá ter toda a mercadoria apreendida na falta do documento”, explicou e alertou a assessora.

Ivany lembrou ainda que o registro oferece uma série de  vantagens no trabalho do artesão , como participar de feira e eventos, isenção de ICMS na emissão de notas fiscais avulsas pela receita estadual, ministrar cursos de artesanatos por meio de entes públicos, acesso a financiamentos com juros reduzidos para expandir a produção ,aquisição de maquinários, maquineta para venda com cartão de crédito e contribuição para o INSS com valor diferenciado do autônomo.

O prefeito Antonio Carlos Machado destacou a importância do artesanato na vida das pessoas e dos profissionais, “O artesanato, além de construir uma das mais importantes manifestações culturais do Estado, é uma alternativa de milhares de famílias, que encontram nele a solução para ampliar seus rendimentos e ao mesmo tempo resgatar formas tradicionais de expressão cultural, além de ser uma terapia para se libertar e evitar acometimentos de doenças depressivas”, explicou Antonio da Emater.

O Secretário Municipal de Cultura Paulo Jovânio também ressaltou a importância do registro e elogiou os trabalhos dos artesãos Pinheirenses, “este documento é na verdade uma carteira de identidade, com ela o profissional terá acesso ás exposições para divulgar seus produtos e realizar o transporte de forma legal e segura. Para Pinheiros é um privilégio contar com uma grande leva de criativos artesãos que encantam as pessoas por onde passam com suas criações e peças produzidas” explicou e alegrou – se Paulo Jovânio. O secretário lembrou ainda que os produtos dos artesãos de Pinheiros são muito elogiados e requisitados.

Para a artesã Mariana Taufner Amaral que teve seu trabalho reconhecido e publicado no 1º catálogo do Artesanato Capixaba lançado recentemente pelo governo do estado essa publicação fez com que seu trabalho fosse ainda mais procurado, “depois que o meu produto foi divulgado as pessoas não param de me ligar para solicitar informações sobre o meu trabalho, aprender como fabricar e até encomendar peças para presentes.

Mariana disse ainda que  a maioria da sua produção era para uso próprio e presentear amigos e familiares, entretanto, após a divulgação do seu trabalho no catálogo e com o aumento da demanda resolveu atender as encomendas. Quem desejar conhecer ou encomendar alguma peça poderá ligar para 27 9970 1643.

De acordo com dados do Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB), o Espírito Santo possui 5.442 Artesãos e trabalhadores manuais.

A carteira de artesão tem validade de dois anos e quem perdeu a oportunidade de se cadastrar ou recadastrar poderá se dirigir a sede da ADERES no seguinte endereço Av. Nossa Senhora da Penha, nº 714- 5º andar, no edifício Trade Tower na Praia do Canto em Vitória ou obter mais informações pelo telefone 27 36368579 e também poderá comparecer a secretaria municipal de cultura de Pinheiros e solucionar quaisquer dúvidas.

ASCOM/PM-PINHEIROS