Sedu anuncia novo concurso e site sobre Enem 2013

Projetos, cursos técnicos, concurso, bolsa estágio, entre outras novidades contemplarão alunos e professores da rede estadual de ensino no segundo semestre letivo de 2013. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa, na tarde do dia 29, pelo secretário de Estado da Educação, Klinger Barbosa Alves.

Os estudantes que farão o Enem 2013 ganharão um reforço especial, um hotsite; para professores, um novo concurso ainda neste ano nas áreas não contempladas no anterior. O Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI) será ampliado para 91 unidades de ensino e o projeto ‘Ensinar e Aprender’, estão entre as ações anunciadas.

Ensinar e Aprender

Entre as novidades está o projeto de correção de fluxo escolar “Ensinar e Aprender”, que tem como objetivo promover a aceleração da aprendizagem de alunos matriculados no ensino fundamental, com dois ou mais anos de distorção idade-série, alfabetizados ou não. Será implantado a partir do próximo mês, como piloto, em 50 escolas da Grande Vitória.

O secretário da Educação disse que a expectativa é atender 6.000 alunos nessa etapa. “Para que esses estudantes avancem na aprendizagem, serão formadas classes de aceleração. Para professores, pedagogos e diretores, a Sedu está oferecendo formação a fim de orientá-los e prepará-los para o projeto”, destacou Klinger Barbosa Alves.

Espaço Enem

Para auxiliar os estudantes na preparação para o Enem, será lançado ainda no próximo mês um hotsite. O portal vai dispor de conteúdos de todas as áreas com vídeos, infográficos, simulados, entre outras atividades que visam reforçar os temas cobrados no exame. O acesso se dará pelo endereço eletrônico da Sedu – www.educacao.es.gov.br, no link Espaço Enem.

Programa Ensino Médio Inovador

Mais uma ação anunciada pelo secretário foi a ampliação do Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI), passando de 36 para 91 escolas da rede estadual, contemplando 55 mil alunos. As ações do programa visam ampliar o tempo do estudante na escola, por meio da inserção de atividades que tornem o currículo mais dinâmico, sobretudo na área de iniciação científica.

“Esse é um dos projetos desenvolvidos pela Sedu que trilham o caminho para implantação do tempo integral em nossas escolas. Além disso, nas 36 que começaram em 2012, já houve bons resultados, com mais aprovação e redução do índice de evasão”, frisou Klinger Barbosa Alves.

Concurso

Ainda neste semestre serão publicados novos editais de cursos técnicos e de qualificação profissional.  Também será lançado o edital para mais um concurso público do magistério para cobrir áreas que não foram atendidas na última seleção, no ano passado. Um mapeamento está sendo feito para identificar as demandas por escola, mas estima-se a abertura de cerca de 1 mil vagas para as séries iniciais do ensino fundamental e pedagogos.

Bolsa Estágio

Também haverá uma nova seleção para o projeto Bolsa Estágio de Formação Docente, com 500 vagas de estágio para estudantes de licenciaturas – Letras, Física, Matemática, Artes, Ciências Biológicas, Educação Física, História, Filosofia, Geografia, Sociologia e Química. O edital para seleção dos candidatos está previsto para setembro.

Rede física

 O secretário ainda anunciou novos investimentos na rede física, com um pacote de obras de manutenção. São intervenções para troca de telhado, pintura, substituição de piso, reforma nos banheiros, muro, reparo nas redes elétrica e hidrossanitária, conforme a necessidade de cada escola. A previsão é de que cerca de 40 unidades de ensino sejam atendidas ainda neste semestre. A Sedu dispõe de R$ 63 milhões para manutenção, que poderão ser gastos até o próximo ano.
“Ainda temos o projeto de novas quadras, uma determinação do governador Renato Casagrande, para implantação em todas as escolas onde houver espaço. Para o segundo semestre, a previsão é iniciar as obras em 30 escolas”, finalizou Klinger Barbosa Alves.

ASCOM/SEDU