Chuva deixa desabrigados, derruba casas e muros na Serra, ES

Segundo a Defesa Civil estadual, município foi o mais afetado pela chuva.
Dez casas desabaram, 11 muros caíram e foram mais de 120 desabrigados.

Chuva alaga rua de Laranjeiras, na Serra

Chuva alaga rua de Laranjeiras, na Serra

O município da Serra, na Grande Vitória, foi o mais afetado pela forte chuva que caiu no Espírito Santo, no final da tarde desta quinta-feira (30), segundo informou a defesa civil estadual. A Secretaria de Defesa Social da Serra precisou disponibilizar seis abrigos no município. Dados da Defesa Civil apontam que a tempestade deixou um total de 120 desabrigados. Além disso, 10 casas desabaram, 11 muros caíram e foram mais de 70 pontos de alagamento na Serra.

De acordo com o coronel D’isep, da defesa civil, depois de quatro horas de chuva ininterrupta, pontos chegaram a acumular mais de 300 milímetros de água. “Na região de Central Carapina e Jardim Anchieta II, pessoas ficaram ilhadas em casa, mas as equipes de resgate do Corpo de Bombeiros ficaram presas no trânsito, não tiveram como se deslocar”, relatou.

Ao longo da noite, o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) recebeu mais de 220 chamadas de ocorrências, principalmente de alagamentos.

Em Aracruz, no Norte do estado, foi registrado um total de 31 pessoas desabrigadas e 66 desalojadas. “De forma geral, 214 pessoas foram afetadas pela chuva no município”, informou o coronel D’isep.

Segundo a defesa civil, o governador Renato Casagrande havia convocado, na última quarta-feira (29), uma reunião do Comitê Estadual do Combate às Diversidades Climáticas. “Nosso plano estadual de proteção e defesa civil está atualizado. Já começamos a acionar os órgãos para dar assistência aos municípios e fazer parte do atendimento de socorro”, falou o coronel D’isep.

G1