Família de Juiz é assaltada e mantida refém em Pinheiros

A família de um juiz residente no centro de Pinheiros passou por momentos de terror na noite do dia 21, quando dois criminosos invadiram a casa do magistrado e fizeram toda a família de refém. Estava na residência o juiz: a esposa dele, os filhos do casal de apenas 02 e 07 anos de idade, além dos pais do magistrado.

Os criminosos estavam de posse de armas de fogo e obrigaram o magistrado a entregar jóias, dinheiro, cosméticos e aparelhos celulares.

Todos os reféns foram colocados em um quarto e mantidos sob a mira de um revolver por um dos criminosos, enquanto o outro criminoso captava os materiais da residência.

A ação criminosa durou cerca de 30 minutos, e após os criminosos deixarem o local, o magistrado entrou em contato com um policial civil e imediatamente foi montado um cerco policial com apoio da polícia militar. Em meio a uma mata próxima a residência do magistrado, os policiais localizaram e recuperam os objetos roubados, porém, os criminosos não foram localizados.

Na manhã do dia 22, policiais civis realizaram diligências no local conhecido como “buraco do açúcar”, no bairro Vila Nova em Pinheiros, e localizaram o menor R.C.S.J., de 17 anos, que foi reconhecido pelas vítimas como sendo um dos autores do crime. Foram realizadas diversas diligências objetivando localizar o segundo criminoso, porém, a polícia não obteve êxito, mas já sabe sua qualificação, e, segundo as investigações, outros indivíduos podem estar envolvidos na ação criminosa.

O menor foi encaminhado à Delegacia Regional de São Mateus, onde será autuado, e os materiais recuperados foram entregues ao magistrado.